Quase TUDO Sobre Hidroginástica

CONCEITOS GERAIS

O que é Hidroginástica?

É um programa de exercícios aquáticos praticados na parte rasa da piscina, com pés apoiados no chão ou em flutuação, sendo composta de movimentos rítmicos, coreografados ou não, utilizando-se o efeito da resistência e flutuação da água com ou sem auxílio de acessórios como sobrecarga de trabalho.

Quem Pode Praticar a Aula?

A hidroginástica pode ser praticada por ambos os sexos, qualquer idade, por atletas, indivíduos com alguma restrição médica (ex: cardíacos, hipertensos etc ), obesos, sedentários e até mesmo gestantes.

Contra-indicações da aula:

Pessoas que tiverem hidrofobia ou que não sejam adaptadas ao meio-líquido devem, ainda assim, insistir para esta adaptação. Os aluno que não se sentirem seguros, mesmo no raso, e que não sabem nadar, podem usar um colete de flutuação para minimizar esta insegurança. Outro recurso interessante (mesmo que psicologicamente), são as meias ou sapatilhas anti-derrapantes, que podem ser encontradas em qualquer casa de esportes, para melhorar a aderência com o fundo da piscina.


Frequência:

A indicação para sedentários é de 2-3 vezes por semana e após 2-3 meses (de acordo com o condicionamento inicial) pode ser aumentada para 4 ou 5 vezes, embora o ideal deva ser 5 vezes por semana. Mas se o praticante já pratica outras atividades como a caminhada diária pode-se levar em conta este tempo. Exemplo: 2 hidro + 3 dias de caminhada.

PRINCIPAIS ASPECTOS

A imersão de pessoas no meio liquido tem sido utilizada no tratamento e relaxamento há pelo menos dois mil anos. Em Roma e na Inglaterra pela corte real.

Diante disso, a Hidroginástica surgiu na Alemanha, pelas pessoas de mais idade, onde elas procuravam uma atividade segura, sem risco de lesões articulares, e que promove-se bem estar físico e mental.

A Hiroginástica nada mas é que exercicios praticados dentro da água com acompanhamento musical. A maior parte dos movimentos são realizados na posição vertical, com a água na altura do tórax. Os exercícios são programados e estruturados conforme as características do grupo. No Brasil ela surgiu a dezoito anos atrás.

Vários grupos de pessoas procuram este tipo de atividade: Jovens: adultos; idosos; gestantes; deficientes; pessoas com problemas médicos e também atletas.

Os jovens e adultos melhoram sua forma física. Os idosos, aumentam o animo, rejuvecimento, melhora o sistema muscolo-esquelético. As gestantes diminuem o peso, e assim a sobrecarga nas articulações, e também prepara para o parto. Os deficientes apresentam uma melhora psicológica, coordenação e a sociabilização. As pessoas com problemas médicos, melhora ou retarda o quadro do problema. Os atletas portadores de lesão mantém o condicionamento físico ate se recuperarem.

Não existe limite de idade ou nível de condicionamento para praticar.

A água favorece os treinos, pois existe pouca sobrecarga para as articulações, e diminui assim o estresse muscular.

O professor deve ajustar a intensidade e o tempo das aulas conforme as características do seu grupo. Ele deve estar atento principalmente quando se tratar de grupos especiais como: terceira idade, deficientes e gestantes.

As principais vantagens que a prática da Hidroginastica proporciona são: fortalecimento de músculos e articulações; facilita os movimentos corporais. Melhora a flexibilidade; diminui a pressão sangüínea periférica; diminui problemas de hipertensão e hipotensão; melhora a condição cardiovascular; desintoxica as vias respiratórias etc.

Nas aulas de Hidro, podem ser utilizados vários equipamentos para auxiliar nos exercícios. São utilizados: bastões e halteres para trabalho de braço; caneleira feita de espuma para trabalho de perna; a prancha como apoio; colete para flutuação; aquatubo ou macarrão serve para aumentar a resistência, também e utilizado para flutuação e estabilidade; bola e luva para o deslize e também a resistência e pés de pato.

Existem as posições fundamentais para realização de uma aula de Hidro que são: a básica; caminhada; cavalo-marinho e a cavalgada.

Os exercícios praticados na hidroginastica são movimentos que procuram atingir a ação muscular então: flexões; extensões, rotações; supinação; pronação; adução; abdução; elevações; depressões. Ou seja, isso em forma de puxadas; remadas corridas e saltito.

Então, a Hidroginástica tem objetivos variados, vai depender da escolha do aluno: prevenção e reabilitação de doenças; condicionamento físico, tonificação muscular; emagrecimento e ganho de massa. Como também simplesmente para o lazer e reintegração social.

Algumas vantagens da hidroginástica

Esta atividade se mostra como uma alternativa de grande valia tendo resultados expressivos independentes do grupo de destino (idosos, obesos, hipertensos, gestantes, etc.).

Algumas vantagens importantes

– Aquecer simultaneamente as diversas articulações e músculos durante os exercícios, o que auxilia o tratamento de problemas articulares;
– Melhora a execução de exercícios sem sobrecarregar as movimento, porque o corpo é menos denso que a água e a forca de flutuação e faz com que o corpo ganhe estabilidade e equilíbrio;
– Facilita no aumento gradativo da amplitude articular;
– Fortalece as musculaturas articulares sem riscos (quando aplicado corretamente);
– Melhora expressivamente a artrite reumática;
– Trabalha o músculo através do exercício e massageia todo o corpo;
– Oferece maior resposta muscular através das diversas posições expressas nos exercícios e por resistência oferecida pela água;
– Melhora a condição da pele devido à ativação do suplemento sanguíneo e trabalha no aparelho circulatório;
– Diminui a pressão sanguínea periférica favorecendo quem tem tendência a varizes;
– Diminui os problemas de hipotensão;
– Melhora expressivamente a condição cardio-respiratória do praticante;
– Proporciona desintoxicação das vias respiratórias amenizando os efeitos do clima e da poluição;
– Auxilia o trabalho aeróbico e anaeróbico;
– Embeleza o corpo.

Diferentes técnicas de aula

Fez- se necessário variar as técnicas devido à ramificação descontrolada da hidroginástica em diversas partes do Brasil.

-Quando se tem um hotel, pousada, apart- hotel etc, deve-se utilizar uma aula bem recreativa e motivadora devido ao objetivo da clientela.
-Se for SPA, o que no caso se tem clientela com objetivos diversificados. Deve-se conduzir os diferentes alunos a aulas personalizadas de treinamento que visem atender seus objetivos.
-Em clubes, o objetivo geralmente è de treinamento ou relaxamento, a hidroginástica pode atuar como parte especifica ou como parte auxiliadora (manutenção de treinamento).
-Nas academias, o professor para alcançar o objetivo pode realizar um trabalho de condicionamento físico (aeróbico ou anaeróbico) com ênfase em r.m.l(resistência muscular localizada).

Considerações para a primeira aula
Seqüência de aulas

Como começar

Partindo da idéia (premissa) de que temos uma turma de iniciantes as primeiras aulas são constituídas de exercícios de fácil execução, buscando a preparação global e iniciando a preparação para exercícios localizados; caso sua turma não seja de iniciantes, basta realizar a mesma seqüência de aulas com uma exigência um pouco maior na velocidade de execução e perfeição dos movimentos.

O professor de educação física não tem de ser atleta, mas se for possível conhecer, na pratica, a modalidade sobre a qual ele vai ministrar aulas, isso, sem duvida, acrescentará em qualidade, trazendo uma percepção pessoal de cada exercício por ele indicado aos alunos; portanto, cabe que você, professor, execute as aulas antes de passa-las a seus alunos.

A demonstração pelo professor se faz necessária dentro e fora d água, tanto para o incentivo, quanto obviamente para que o exercício seja executado com o Maximo de perfeição possível pelos alunos. O professor devera também orientar que se inicie o exercício com execuções lentas e que somente após ter dominado o direcionamento correto dos movimentos o aluno poderá aumentar gradualmente a velocidade. Surge nesse momento a oportunidade de esclarecer aos alunos que quanto maior é a velocidade do movimento submerso em água, maior é a resistência , maior é a carga trabalhada, dando a ele o aluno, o controle da intensidade de seu próprio trabalho físico, monitorado, é claro, pelo professor.

Para melhor estruturação do conhecimento do aluno na execução submersa em água as duas primeiras aulas se utilizam de exercícios básicos iguais. A diferença se dá na utilização de dois exercícios de ligação e/ou repouso diferentes: na primeira aula o repouso ativo, um exercício que pretende aumentar a concentração do aluno que tem de executar um movimento paralelo de braços ao mesmo tempo em que executa movimentos alternados nas pernas e proporciona um repouso real; já na segunda aula teremos a corrida moderada ao redor da piscina, que traz um pouco mais de intensidade ao trabalho aeróbico e também proporciona descanso dos exercícios globais.

CURIOSIDADES

BIOMECÂNICA

Os movimentos humanos no meio liquido esta sujeito a ação de forcas: resistivas; propulsivas e sustentação.
As forcas resistivas atuam no sentido contrario do movimento ou do deslocamento, deve-se ser rompida para que aja movimento.

A forca propulsiva segue a terceira lei de newton, ação e reação.

A força de sustentação é a flutuação tem sentido pra cima contrario a gravidade.

Existem outros fatores que interferem na flutuação que são: a densidade a viscosidade da água e o empuxo.


DEEP-WATER
(hidroginástica em água profunda)

A Deep-Water é uma modalidade de hidroginástica praticada com a ajuda de um colete flutuante, permitindo que se exercite em águas profundas sem que seja necessário tocar o fundo da piscina com os pés ou mergulhar a cabeça. A sensação durante a atividade é de estar voando, pois, ao deslizar pela água o praticante fica totalmente suspenso pela ajuda do colete podendo ter liberdade para exercutar os exercícios.
Na verdade, a Deep-water veio revolucionar o mercado de atividades físicas aquáticas, por se tratar de um trabalho eficaz feito totalmente sem impacto, proporcionando ao praticante inúmeros benefícios.

COREOGRAFIAS

As aulas coreografadas são uma tendência mundial e têm boa aceitação pela maioria dos alunos. Promovem o condicionamento físico, desenvolvem o ritmo e a coordenação motora e são extremamente estimulantes pelo fato de estabelecer desafio aos praticantes. O diferencial é justamente a combinação dos exercícios de uma maneira inovadora e desafiadora que, quando é realizada, gera grande satisfação por parte dos alunos. E são poucos os professores que transferem este conceito para dentro da piscina.

O profissional de fitness aquático diferenciado consegue otimizar suas aulas utilizando deste recurso coreográfico, aplicando-o simultaneamente com os conceitos dos métodos de treinamento e as estratégias de suas aulas.

GASTO CALÓRICO

O Gasto calórico em uma aula de hidroginástica pode variar imensamente. Isso porque existem diversas variáveis que fazem subir ou descer o gasto calórico. O peso por exemplo é um fator a favor, pois quanto mais pesado for o corpo, maior gasto será na atividade física. Outros fatores que contribuem também são: a velocidade, amplitude e força nos exercícios. Quanto mais rápido e maiores forem os movimentos maior será a energia dispendida nos exercícios.

Segundo pesquisa desenvolvida por Turíbio Leite de Barros, em Matéria (Queimadas com água) publicada pela Veja, Edição 1799, 23 de abril de 2003, em exercícios dentro d’água se gasta uma quantidade de calorias uma vez e meia maior que na mesma modalidade feita no solo.




Wagner Testa: Graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Atualmente é aluno especial do Mestrado em Atividade Física e Saúde – UFSC atua profissionalmente como Professor de Educação Física e Personal Trainer, Brasil.

Fonte: http://www.webartigos.com/articles/65697/1/QUASE-TUDO-SOBRE-HIDROGINASTICA/pagina1.html#ixzz1Qt8mhILR

 

FacebooktwittermailFacebooktwittermail
Deixe um comentário